7 de jun de 2010

Dia Dos Namorados

O cartão que lhe daria não comprei,veja nele o que não escrevi,cada palavra não escrita são de sentimentos inexistentes,coloquei no vaso de sua mesa flores que nunca plantei,sinta o perfume das rosas que jamais roubei..Hoje em nenhum momento pensei em você,o radio desligado tocou nossa musica,sua voz que meus ouvidos nunca ouviram é puro silêncio.
.Como não te amo,como não te quero..Daqui alguns dias completaria um ano que estamos separados,nunca estivemos tão longe um do outro..Me lembro do primeiro dia dos namorados que nunca tivemos,do seu sorriso que nem sei como é,hoje fez frio meu corpo gosta tanto deste outono gélido,faz-me lembrar das tardes que cada um passeava só,em que cada um pensava em nada..Bons tempos em que nada fez sentido,como estas palavras que escrevo..Existe uma distorção de tudo,do que é real e imaginário..Me coloco na linha do tempo,onde o próprio tempo esqueceu onde está..O que vejo no espelho ,o que aquela moldura de vidro revestido de prata me revela,sou uma transformação de um mundo,um personagem que não se encaixa no mundo..
É dia dos namorados estarei mais uma vez sem alguém,sem você,sem mim..Para que serve este dia,para ser lembrado que você foi esquecido,de que todos estão tão felizes,que esta felicidade gera uma infelicidade por não está só..De pensar que és a pessoa mais importante do mundo naquele instante e que sua vida gira e que o mundo parou para te ver sorrir,que Saturno mudou sua órbita,que as estrelas que morreram a séculos rescussitaram para que sua luz possa ser motivo de desejos..

Nada vai mudar,e com certeza não mudará..Todos estaremos só,todos estarem mais sozinhos como nunca,apesar de acharmos que esta pessoa que diz nos amar estaja aqui..Continuaremos sozinhos,escrevendo tolices,pensando assim desabafar esta terrível solidão...

Template by:

Free Blog Templates