31 de jul de 2011

DOCE DOR...


Hoje uma dor imensa atropelou meu coração,é como se um ônibus atropelasse minha alma em plena madrugada e se ouvisse apenas os freios e ninguém aparecesse para socorre-la..Sei que ainda insisto em certas coisas,talvez seja carência,como diz uma amiga minha.Não sei ao certo o que seja,mas espero em breve descobrir..O que mais me incomoda é este vazio que sinto,tento entender o que acontece comigo,não acredito muito em destino ou coisa assim..Talvez seja que Deus ou quem rege nossas vidas,seja uma criança mimada e somos bonecos ao seu bel prazer..As noites tem me dado muito medo ultimamente,um pequeno barulho faz meu coração acelerar..Busco apenas um tanto de sossego,sei que certas coisas tenho desejado demais,então o que me resta é ficar olhando o portão de madeira aqui de casa é esperar..esperar..e esperar..

29 de jul de 2011

Até um Dia

Há dois anos atrás quando comecei a postar neste blog ele ainda se chamava Anjos não choram..E depois deste tempo todo,muita coisa aconteceu e ao mesmo tempo nada mudou...
Recebi muitos comentários e visitas de toda parte inclusive do mundo a fora...
Não sou bom em despedidas e por isso ficarei ainda não sei longe deste lugar chamado lar..Minha saúde esta um tanto abalada e ficar longe daqui será um tanto dolorido,,Agradeço a todos que fazem parte deste lugar..

28 de jul de 2011

Asas de Papel



Estou nu,nesta noite fria de São Paulo,vejo os prédios tocarem o céu,as luzes acessas são pingos em cada quarto,habitado pela solidão..Nas calçadas me vejo entre pedaços de papelão,a chuva  tem gosto de lágrima e saudade..Não consigo enxergar as estrelas,embaixo do viaduto veja no muro,estrelas pintadas..O vento me trás folhas de jornal,são com elas que farei minha nova asa,existe uma poesia escrita neste jornal,uma poesia que fala de um amor impossível,uma poesia borrada..Subo no mais alto prédio,sinto novamente o vento cortar meu rosto,vejo toda cidade onde muitos dormem e nem sabem de mim..Carros que vem e vão,luzes que iluminam o céu,mas ainda não é natal..Nas minhas pequenas asas de jornal,vejo meu nome na sessão de obituário,mas talvez seja apenas um sonho..Vou me jogar no vazio,vou me jogar nos seus braços noturnos,o asfalto frio quer me beijar,minha vida se passa em um segundo,já que não tenho nada pra lembrar..Ouço vozes,não sinto meu corpo,o céu cinza deu lugar a um branco como a neve,mas não sinto mais frio,conseguir voar,mas não posso acordar,parece que estou no céu,o anjo com asas de jornal voltou pra casa...

26 de jul de 2011

Timidez

Estou farto de mim
Estou cheio de ser assim
Estive hoje a teu lado
E senti-me só, apagado

Nem sequer um simples olá
Te fui capaz de dizer
Olhei para ti e lembrei-me
Que de ti não me quero esquecer

E no fim da noite o sentimento é
Só mais uma semana sem te ver
Só mais uma semana só
Ou só mais uma para te perder

Preciso que me digas algo
Preciso de um sim, não ou talvez
Preciso de me libertar
De perder esta timidez

23 de jul de 2011

Só Por Você Eu Vivo

Existe um segredo,existe uma dedicação que guardo nas profundezas do meu coração,um diário secreto de uma página apenas..Não preciso de ninguém,preciso apenas de você,jogo minhas palavras,no doce vento frio desta noite,na esperança que uma pequena fada leve cada gota de um sentimento sem explicação,que se move na emoção,de um ser que sou sem ação..Existo apenas quando você respira,minha alma vaga sem repouso e procura em uma cidade celeste teu corpo,que é meu lar doce lar..Se dizem meu nome não sei quem chamam,só quando pronunciam o seu,é neste instante que sei que existo e que vivo..Sem você sou como uma flor sem Sol,Eu murcho..

20 de jul de 2011

Um Anjo Que Chora

Escute ó Deus o que este pobre anjo lhe pede,minhas pequenas asas estão vermelhas,meu coração sangra..Lança de mim este cálice,este amor impossível que me impede de voar..Além da estrela avermelhada do meu quintal,o que vejo é apenas ela..Da janela do meu quarto abro a aurora boreal,espero minha amada acordar,somente assim que as estrelas podem nascer..Como dói este amor que sinto,quero fechar os olhos e viajar por constelações,segurar sua mão e dizer que está tudo bem,tudo bem...
Sinto frio,o vento que vem de Vênus traz uma saudade dela,já é hora de dormir,logo vai anoitecer,preciso escrever o nome dela no céu,por isso peço Deus,quando eu terminar de colher bilhões de estrelas,faça ela olhar para o céu,hoje nesta noite de inverno enfeitei cada nebulosa com o reflexo dos seus olhos...

19 de jul de 2011

Teatro Mágico

Me abraça forte,seja a parte constante de mim mesmo,a felicidade até então fechada,se abriu em direção do crepúsculo do meio dia..Chegue perto de mim,toque em meu peito,sinta cada batida do meu coração..Encoste seu ouvido em direção da minha boca,tenho tanta coisa pra te dizer,mas agora tudo é silêncio,apenas o começo de uma trilogia,divida em atos,cenas mal editadas,sem direção,em cartaz para uma única e triste apresentação..Não há tempo para ensaios,por isso vou sorrir quando te ver,chorar quando você partir,viver cada minuto ao seu lado,pois quando as cortinas se fecharem,não haverá aplausos a peça terá terminado e não terei você.

13 de jul de 2011

Lembranças e Estórias

Hoje pude sentir toda minha fragilidade,tudo de mim é lembranças e estórias,meu pequeno fardo sobrecarrega minhas costas,duvidas frequentes e eloquentes parecem não funcionarem mais...O quanto de mim joguei fora,o quanto de mim escorreu pelo ralo da pia?
Nem tudo é perfeito,pelo menos pra mim,tenho perdido coisas,que nem me fazem falta..Tenho perdido gente,as quais me fazem tanta falta,pelo menos nestes dias em que me acho como uma luva que somente é lembrada no inverno e passa todo ano em uma gaveta empoeirada..Chego temer pelo futuro,ele se entrega a mim,tão tenebroso e sombrio...Quero e necessito de carinho,da maneira mais condicional e intensa,quando tudo acabar e nada restar parece que terei a sensação que um imenso abismo me engolira e me puxará pelas pernas,enterrando-me até os joelhos e criarei raízes e o musgo verde será meu alimento e do  meu coração brotará um enorme e forte tronco e pelas paredes do quintal uma imensa trepadeira azul protegerá meu castelo de ilusões..l

9 de jul de 2011

Universo Paralelo

Preste atenção nos sinais,em cada palavra que digo,até mesmo nos momentos de silêncio,em que nada é dito,mas tudo é sentido..Me refaço de pequenos momento,de pequenas partes de mim que por acaso há muito tempo atrás,fui partido em mil pedaços..Mas quando penso em você,tudo é diferente,tudo toma forma..Agora percebo o quanto te quero,mas meu querer não é tudo,lá fora o frio me convida..
Tomei decisões que agora me arrependo,mas como voltara no tempo,não adianta consertar o destino,ele pra mim foi implacável.Me resta apenas farelos que meus dedos esmagam e que o vento leva pra bem longe..
Fui até ali,querendo achar o vazio que me roubou tudo,que trocou meus sentimentos no mercado negro,que fez da minha vida mercadoria de troca..Meus sentidos,são frágeis e mimados..Quero uma certeza que me faça em desacreditar em toda esta incerteza que me acompanha e que lado a lado do que sobrou de mim, costuma em afirmar que tudo vai passar...

1 de jul de 2011

Declaração de Amor

Template by:

Free Blog Templates