31 de dez de 2010

Quando Você Foi..

  • Você foi embora quando a água do chá fervia,e aquele cheirinho de camomila perfumava toda casa...
  • Você foi embora quando esperava no ponto de ônibus a chuva passar e suas botas novas ficaram molhadas..
  • Você foi embora quando as crianças brincavam na rua e faziam castelos de lama.
  • Você foi embora quando abria aquele bombom e eu dizia o quanto me irritava aquele barulhinho...
  • Você foi embora quando dizia que "Marley e Eu"era um filme de comédia e não de romance...
  • Você foi embora quando ligava as três da manhã para que me contasse uma estória e eu pudesse dormir.
  • Você foi embora quando nos abraçavamos e o mundo todo parecia parar.
  • Você foi embora quando entrelaçamos as mãos e você dava aquele sorriso com o canto da boca..
  • Você foi embora quando aquele jeito de menina,me fazia o mais amado dos homens..
  • Você foi embora quando aquele beijo no portão de casa me arrepiava..
  • Você foi embora quando  um dia não ouvir mais sua voz..
  • Você foi embora quando a saudade começou a doer...
  • Você foi embora quando a noite chega e me sinto só...
  • Você foi embora quando comecei a escrever tudo isso..
  • Enfim você foi embora quando tudo que me fazia lembrar você deixou de existir... 
  •                                     
  •                                                                          Ronaldo Fernandes

29 de dez de 2010

Melancolia

Meus pés caminham diferentes chãos e cada passo um se abre..Ouço o doce sussurro da morte branca que toca um harmonioso saxofone na janela,já não consigo dormir,o gosto amargo de ácido enferruja minha garganta.A dor acaricia meu rosto,conta-me horríveis estória de como fazer um coração sangrar,suas mãos gélidas me fazem até bem,chego por um minuto adormecer e os meus ex-sonhos ensaiam um coro de gargalhadas,zombam de mim,por deixa-los ir embora.Já não tenho minha presença,começo a sentir saudades de mim,um rio de ilusões me afoga até o pescoço,não consigo respirar a água é tão fria.Não sinto mais meu corpo,minha alma tem a cor púrpura,se assemelha ao céu de novembro que tanta falta me faz.Seu retrato moldura minha imaginação,as vezes fica meio torto quando o vento balança ele da parede..Estou me acostumando em saber que nunca me amou,prometi tantas coisas e nada fiz,disse que faria seu mundo girar tão rápido que nem as estrelas seriam capazes de acompanhar,,Apenas saibas,que esquecer o que é impossível de esquecer é um grão de açúcar que uma pequena formiga leva,parece ser tão pequeno pra mim,mas para ela a pequena formiga é sua vida..  

                                                                                            Ronaldo Fernandes


                                     

25 de dez de 2010

Bolo de Felicidade

Ingredientes:

1/3 de Saudades
2 xícaras bem cheias de promessas
5 colheres de mentiras
1 tablete de confiança
1/2 copo de sonhos
1 "CORAÇÃO" novo em folha
Amor a vontade e açúcar a gosto

Modo de preparar:

Primeiro ache alguém para se amado,depois lhe entregue seu CORAÇÃO untado em uma forma,acrescente aos poucos a SAUDADE.cuidado para não grudar,em seguida as PROMESSAS devidamente aquecidas em banho-maria colocadas uma ao lado da outra formando um circulo.Enquanto isso em separado,sua CONFIANÇA ligeiramente batida em neve em ponto de suspiro,a seguir coloque todos os seus SONHOS em forno pré-aquecido de preferência no lado esquerdo a 120º graus..As colheres de MENTIRAS vem por ultimo,use com moderação pois em excesso podem  machucar .
O AMOR é o ingrediente principal ele tem a função de dá um gosto especial,fazer com que a massa cresça,e permaneça a vida toda com um sabor especial.Mexa tudo até o ponto em que tudo se faça uniforme,o tempo de preparo varia de acordo com cada pessoa,pode ser alguns segundos ou uma vida inteira..
O segredo depois de pronto é que pode ser divido,alguns pedaços ficaram por incompleto,em algum tempo de nossas vidas choraremos por migalhas nem que seja para adoçar o gosto amargo das ilusões..

Dica:Na falta de um dos ingrediente os mesmos poderão ser substituídos,ai vai de preferência de cada um,um simples gesto pode se tornar a receita da felicidade


                                                                                          RONALDO FERNANDES

23 de dez de 2010

A MENINA DO MAIS BELO SORRISO

O oceano Atlântico que naquele momento nos separava fisicamente,e eis que minha janela luminosa se abriu e do alto do meu pequeno castelo pude então avistar,você doce princesa.
Não falarei do teu sorriso que é de rara beleza,pois no momento que lhe vi aprisionei tua imagem em meu coração..Da branca neve que seus pés pisam ao frio ar que tua pele aspira,agora tudo me faz lembrar você..
 Agora penso em você e de repente não sinto meus pés,parece que estou voando,então lá der cima posso ser livre,posso te seguir por onde quer que vá..Menina do mais belo sorriso,segure minhas mãos me conduza por caminhos que somente você conhece,me conte uma estória,lá fora o tempo pouco importa.
Te fiz uma colcha de retalhos do meu velho cobertor,assim que meu coração parar de bater tão forte talvez ele me explique que felicidade é esta,a ampulheta da minha vida se resumia a um único grão,mas no momento que você nela entrou,uma tempestade de areia brilhante envolveu minha alma,me contando mil e uma noites de estórias das quais nunca mais quero acordar e assim somente de você para a eternidade me lembarei..


                                                                  " RONALDO FERNANDES"

19 de dez de 2010

Você

Meus sonhos voam,são lampejos de uma loucura incondicional,meu peito é uma explosão de Amor.Já que o mundo não é nosso,te ofereço meu pequeno mundo,mundo esse que orbita em torno de ti..Que gira feito cata-vento a cada respirar seu...Você é um dom de Deus,a arte perfeita da história ,sua boca são linhas de um poema,que desliza por seu rosto e encontra com seus olhos de rima.
Se não achar as palavras é por quer elas foram ao encontro do horizonte,e deixaram o silêncio que usa a língua dos sinais,que fazem das minhas mãos um hábil escultor que usa o mármore de sua lembranças e talha na minha essência todo seu corpo..

18 de dez de 2010

Amor Imortal

Estou cansado,quero dormir um pouco no sofá,chorei a tarde toda,apesar da fina chuva,o céu desenhou o mais lindo azul que eu já vi..
Não houve lágrimas,nem tão pouco rosas brancas,não houve saudades,nunca houve ninguém que o amasse..
Meus pés perfumados do campo santo,ainda sujos de lama finalmente descansam..Meu coração foi encontrado caído no chão,ao lado um bilhete com sua letra,não aguentou tanto dor,morreu sozinho enquanto você dormia..Pobre coração foi levado até as estrelas,os relâmpagos brilham,saudando o mais novo morador. No céu dos corações,eles tem asas,são livres e brincam alegres com o amor que um dia também morreu..

15 de dez de 2010

HOJE ME SINTO ASSIM..

Hoje a noite parece maior,é frio lá fora meu coração treme de frio.não tenho ninguém para me aquecer.A solidão reparte o mesmo prato comigo,sacia sua fome,rouba minha alma..Meu coração dói,sinto seus gemidos,mas não tenho muito a fazer a um coração que vai morrer..Tenho ultimamente me sentido muito só,talvez seja apenas impressão,mas o Amor nunca vai me achar,sinceramente não fui feito para amar ou ser amado..A estrada que trilho nunca vai me levar ao encontro da felicidade que caminha de olhos vendados,sempre sonhei em ser um anjo e poder tocar as estrelas,vê lá de cima os sorrisos que não foram feitos pra mim,abrir minhas asas e sonhar nos abraços que nunca terei..Já estou acostumado com a tristeza que me faz companhia,que aquece minha cama gelada..O cansaço é meu termo,meu meio termo agora..Simples é a vida,sua simplicidade em tornar um simples ato de carinho,na mais tortuosa dor..A dor de ser só,de ver os dias se alongar em direção do nada..Sou a chama de uma vela que aos poucos vai se apagando,deixando de dá contorno a tudo a minha volta..

                                                                                  Ronaldo Fernandes

Em busca da felicidade

A felicidade está na realização dos desejos mais simples.
Quando o sonho for maior do que você pode, procure simplifica-lo, até conseguir alcança-lo...
Pois um pedacinho... Torna-se uma esperança, você o imagina grande...
E isso acaba nos deixando tão feliz.

14 de dez de 2010

Sem caminho certo



Ando seguindo os rastros do silêncio, por que não consigo encontrar explicação.
Ando vagando por becos sem saída, por não entender minha própria razão.

Ando buscando aventuras sem medidas, abrir minhas asas pra vida, sem saber bem aonde quero chegar.
Ando enfrentando todas as minha dúvidas, minhas certezas são imagens turvas, causadas por uma chuva que teima em me molhar.

Ando bebendo de bar em bar, tentando me encontrar no copo de alguma bebida.
Ando avistando minha alma vagando, com medo de fazer planos e assim vou sangrando minhas próprias feridas.

E vou andando por ai, parando de vez em quando pra me situar no lugar onde estou.
Mas entre tantos caminhos, querendo andar sozinho, só ando em desalinho...
Por não saber bem pra onde vou.

Gil Façanha

13 de dez de 2010

Eletroencefalograma

Linhas sinuosas,que tentam desvendar os mistérios da minha mente,impulsos elétricos vasculham meu subconsciente,como captar meus sonhos,transforma-los nas mais belas alucinações.Pequenos riscos desenham minhas emoções em um rolo de papel,.Respiro fundo,fecho os olhos,vou transpor através destes elétrons sua imagem.Se pudessem ler meus pensamentos,não se resumiria em picos alternados,pois sou muito além do que imagino,sonho e desejo..O mapeamento do meu cérebro é desconhecido,é feito de rotas erradas,lugares onde eu mesmo nunca tive coragem de ir,permito por um segundo saber o que penso,vasculhe cada hemisfério,veja se há concordância em cada um deles..Nada encontrará,esvaziei minha cabeça de ideias complexas,de lógicas constantes,quando abrir meus olhos tudo será normal..Minha mente é um código secreto,criptografado que somente um coração puro é capaz de traduzir...


                                                        Ronaldo Fernandes

10 de dez de 2010

Seu Sorriso

Seu sorriso.é um grande portão de uma cidade imaginária,que convida a todos a entrar..Doce sorriso é o seu,viajei por terras distantes e em cada lugar que passei me disseram que existia algo mais belo que as estrelas,..Agora vejo,agora sinto,o que vem de ti é pureza..Pobre homem que sou,não possuo o ouro nem ao menos prata,Deus me contemplou com uma retina e desta forma posso lhe admirar,quando abro a janela de milhões de pixels,sinto o vento balançar a persiana,a brisa que vem de ti me faz fechar os olhos...
Seu rosto é um mapa estrelar,nele esta Andrômeda,Cassiopéia de um pólo a outro me perco nele,como uma obra de arte me afasto de você e admiro o que não consigo escrever..Quando Morfeu salpicar meus ohos e nos meus sonhos viajar,lembrarei do seu sorriso e de volta pra perto de ti quero ficar..

*Para minha amiga Juliclécia*

8 de dez de 2010


Lembras-te quando disse que nada sabia sobre o amor? Não era verdade. Sei bastante sobre o amor. Vi-o, ao longo dos séculos, e foi a única coisa que fez com que olhar o vosso mundo fosse tolerável. Todas as guerras. Sofrimento, mentiras, ódio... fizeram-me querer virar as costas e não olhar para baixo nunca mais. Mas quando vejo a forma como a humanidade ama... podemos procurar por todo o universo, que não encontraremos nada de mais belo. Sim, sei que o amor é incondicional. Mas também sei que pode ser imprevisível, inesperado, incontrolável, insuportável e estranhamente fácil de confundir com ódio, e... o que estou a tentar dizer, é... creio que te amo. É isto o amor? Nunca imaginei que pudesse senti-lo eu mesmo. O meu coração... sinto que o meu peito mal pode contê-lo. Como se estivesse a tentar escapar, por já não me pertencer. Pertence a ti. Se o quiseres, não desejarei nada em troca, não desejarei presentes, nem demonstrações de devoção. Nada a não ser saber que também me amas. Só o teu coração em troca do meu.

5 de dez de 2010

DESEJOS

Quando fecho os olhos,posso te enxergar se acaso o destino guardar cada pensamento meu,se a vida entregar em uma caixa de presente todos os meus sonhos,a certeza de que um dia tudo existiu..

É por você que eu perco a respiração e é por mim que você suspira,voCê tomou minha alma de assalto,trancou as janelas revirou cada cômodo deste lar,as gavetas e as roupas jogadas pelo chão anunciaram sua partida..
Te sigo fiel como uma sombra,risco o céu sem que percebas,sou sua imaginação,sou o dia que se fantasia de noite..Me escondo em suas palavras,me vejo em sua língua,sou seu saboroso paladar quando você se cala,o suor quente que desce pelo seu pescoço,o arrepio de sua pele,sinta minha presença,o ar frio da minha respiração ofega  em sua orelha..Entrelaça seu corpo,se peca no meu ache seus desejos minuciosamente escondido em meus secretos desejos..
Deseje sem pecado meu AMOR em LETRAS MAIÚSCULAS e desvende minha inocência em letras minúsculas..
Sou menino que se faz homem quando diante de ti,teus olhos se faz um porta me convidando para entrar..
    

                                                                                                                                       Ronaldo Fernandes

27 de nov de 2010

A vida está lenta

Eu não ouço mais a nossa trilha sonora.
Aconteceu tudo tão rápido.
E o tempo, nem percebi que passou.

Te perdi de vez agora.
Não me lembro do seu rosto.
E nada mais me faz rir.
Isso não é bom.

Estou sozinha em um mundo que não se sobrevive só.
Acabou os planos.
Acabou os sonhos.
Até as lembranças não estão mais aqui.

25 de nov de 2010

SONHADOR

Onde está aquele rosto que algum tempo existia em mim,perdi meu sorriso entre outros sorrisos,tudo neste instante é apenas um lapso do meu cérebro que se sacia em ilusões.Que tamanho vazio é este que me engole,que puxa meus pés em direção deste nada chamado eu,já não acredito em milagres,há muito tempo deixei de acreditar também em sonhos.Sonhador!! Fui um eterno sonhador,acreditei em finais felizes,em palavras recheadas de mentiras..Não sou tão ingênuo assim,porventura apenas não enxerguei ou não quis enxergar o lado obscuro da paixão,que envolveu todo meu ser,me fez viver no mundo das sombras..Quero dormir e não receber sua visita,por quer me atormenta desta forma?
Fui por um segundo uma outra pessoa,um homem que eu mesmo não conhecia,que se fez diferente diante do teu olhar,que buscou na pureza dos sentimentos a versão ainda inédita do Amor..Preciso tanto de você,meu andar é torto,meu lado direito pesa uma tonelada,só quero um abraço seu saber que vivo e que o mundo que vejo através da janela realmente existe,que lá fora neste momento as nuvens que se movimenta anuncia que o tempo foge da razão..Não quero calar o que sinto,seria perversidade e loucura,por isso sussurro e peço que ao sentir o silêncio você possa ouvir minha voz,que mesmo envolta em soluços e lágrima tem a força de dizer seu nome..

                                                                                         Ronaldo Fernandes

20 de nov de 2010

Saudosa querida


Eu a via como um ser diferente, a parte desse mundo obscuro onde somos obrigados a vagar por entre ruas e avenidas, afogando-se na mesa de um bar tentando escapar do óbvio à custa do previsível.
Ela era uma alma errante, buscando qualquer coisa que a tornasse edificante, sem se importar na verdade, com tudo que aos olhos de todos, parecesse importante.
Eu a queria por perto. Tinha a louca necessidade de alimentar-me das fraquezas dela. Havia em sua angustia disfarçada, uma luz contida, quase engarrafada nas lentes do seu olhar. E isso quase me cegava. Era algo guardado, revelado em oração, uma oração solitária, perdida em um circulo composto por seu corpo trêmulo de receios e suas tantas outras faces que viviam, amavam, e pecavam sem nenhum rodeio.
Ao passar pelas ruas, dedos em riste eram flechas de acusações... E ela sorria! Sentia-se livre, diferente dos demais, e sabia que em suas transgressões pecaminosas, era quase santo ser livre pra viver assim.
Muito se pensava saber sobre a vida dela, mas as pessoas confundem-se ao pensar que conhecer seus passos, seria o mesmo que revelar o conteúdo de sua alma. Seus sentimentos e emoções eram uma incógnita. Menos pra mim. Eu conhecia suas razões, eu sofria com suas buscas sem fim, eu estava lá... Ela era uma parte muito profunda de mim. Mas ela era a alegria de viver, enquanto eu era apenas um rosto triste na janela que nunca mostrou a ponta do dedo quando ela passava. Enquanto alguns a julgavam, eu a idolatrava. Talvez por que nunca soube ser livre assim.
Mas em algum momento, houve um descuido, um engano, uma placa errada na contramão. Os ventos a giraram talvez! Um caminho escolhido por não perceber a existência de outra direção. Ela sentia que alguma coisa não estava em seu devido lugar, mas acostumada a arriscar, seguiu o cheiro de uma nova emoção. Eu pude vê-la até o inicio daquele percurso, mas ela desapareceu no horizonte e por mais que tenha tentado, não a pude mais com os meus olhos alcançar.
Muito se fala por aqui. Alguns dizem que se perdeu no caminho e deve mesmo ter se transformado em mais uma vitima da cruel sociedade. Outros acreditam que possa ter criado juízo e ter virado mulher direita.
Quanto a mim, lembro daquela querida com uma saudade que me arranca a emoção e me leva as lágrimas. Sua essência virou tatuagem em meu olhar. Eu a queria perto de mim porque a coragem dela me despertava inveja, me encantava e me iludia. Prefiro acreditar que conseguiu.... Conseguiu novas emoções, grandes histórias e que ainda faz muito marmanjo rogar a Deus para prendê-la em seus corações.  Coisa que julgo utopia. Ainda lembro do seu sorriso generoso, tão contagioso que eu nem precisava saber do que se tratava... Eu apenas sorria junto. Ela sabia meu nome, e às vezes, fingia ser eu. Sorria... Na verdade, ela gargalhava com a possibilidade de se ver tão fora de si, tão diferente do que a fazia feliz. Em muitos de seus momentos, eu fui apenas um rosto infeliz na janela. Pra minha alegria deprimente, nunca precisei lidar com os erros dela, e pra minha tristeza, provavelmente, também nunca irei descobrir o que a deixava tão radiante.
Continuo aqui na mesma janela, e já não há nada de tão interessante pra ser visto há muito tempo. Apenas as vidas de sempre dentro de sua repetitiva, correta e limitada visão. Porém feliz... É o que dizem. Só sei de mim. Mas ela deve saber do mundo! Nos meus momentos nostálgicos, quando lembro da sensação de me imaginar livre como  ela, me encontro angustiada, pedindo por uma certeza de seus passos já sem rastros pra mim.Ah, saudosa parte de mim, dê-me ao menos o prazer de crer que tudo valeu pena e que ainda és feliz. Deixe-me saber que tua vida foi, é, e será tudo o que você sempre quis. 

Gil Façanha

Humano X Homofobia



Hoje assistindo ao jornal, infelizmente pude ver mais um caso de homofobia. Mais um grupo de jovens alienados que se sentem agredidos pela diversidade sexual e agem fora do normal.
Desculpem, agora não deu pra calar. Onde afinal vamos parar?
Não temos mais direito de escolhas, precisamos agir iguais, sem direito de sermos reais.
Somos o que somos e todas as nossas escolhas trazem somente a nós, o que há de bom e de ruim... Desculpem se não calo vendo esse absurdo diante de mim.
Fico enojada com tanta hipocrisia, com tanta ausência de uma boa educação social. Afinal de contas, criamos um um ser humano ou adestramos um animal?
Me pergunto se essa ausência de bom senso se reflete dentro do próprio lar,
E quando lembro do que andam fazendo das famílias, me pergunto de novo aonde vamos mesmo parar.
A sociedade está aos gritos, pessoas precisando se esconder. Apenas devido ao nojento preconceito, parece proibido ser o que se deseja ser.
Diante de tanta intolerância, violência gratuita, comportamento surreal, acho incrível que esses loucos não se perguntem, quem está mesmo vivendo fora do ideal.



Gil Façanha

16 de nov de 2010

Expressivo Amor

Poderia ser uma pintura,com cores
abstratas,amarelo,verde e cinza,quem sabe uma obra de Picasso,um
violoncelo que tocasse os mais belos concertos espirituais,Dó,Sol Ré e
Lá..Me faria um vitral Bizantino pequenos pedaços de vidros,trabalhado a
mão por um pobre monge.Um poema pedido entre ruínas do Mar morto que
faz o velho beduíno chorar..Posso ser o que de mais belo existir,pois
jamais seus olhos se aproximariam pra me contemplar,tamparia seus
ouvidos e se quer de mim degustaria a menor nota,jogaria pedras e do meu
coração faria mil pedaços de cristais brilhantes.Não entenderia o poema
dito em nenhuma outra língua,simplesmente pois nunca me amou,pois não
sabe a arte do Ama..

Amor, amor


O amor é a música que toca durante o beijo,
É aquele olhar que diz três palavrinhas mágicas.
Amor é um sentimento sem explicação.
é grande, imenso, profundo, totalmente intenso.
  
Amar é olhar pro lado e se sentir feliz.
Amar é está junto mesmo estando tão longe.
Amar é saber que os defeitos são as melhores qualidades de quem se ama.

Amor...
É o encanto de dois apaixonados
Amor é amar.
Simplesmente amar.

14 de nov de 2010

Déjà vu Amor

Nego-me a te esquecer,destruo dos meus pensamentos um lugar onde você não pode está..Permito-me lhe buscar,construo estórias de entulhos pensantes,não conheço o distante,nem apego a memórias vãs..Tu és contato intimo,arrepiante tato que percorre meu corpo em secretos devaneios..Grito meu silêncio,tu és voz,melodia e liberdade que tanto preciso para voar.Suas digitais escreveram em minha epiderme uma tatuagem viva de cores místicas,que agora chora,um Anjo tatuado que escorre lágrimas vermelhas,um Anjo estigmatizado no dorso do meu tórax,no lado direito que um dia lhe pertenceu que hoje existe um imenso vazio.

11 de nov de 2010

Charles Bukowski - Bluebird

8 de nov de 2010

AMO VOCÊ

Sem saber conheço cada parte de sua alma,sem que saibas você me ama intensamente,sem que ao menos note,cada pensamento seu é lá que eu habito.Quando suspira e sua respiração provoca aquela névoa no frio e embasa a janela do seu quarto é a letra do meu nome que seus dedos escrevem..Quando diz que está apaixonada por outro,na verdade seu coração diz que ele não é seu grande amor,ao dizer alô seus lábios ensaiavam por horas,que estava morrendo de saudades.Quando a noite chega,sou eu que salpico o céu com pequenos pingos de orvalho tu sabes reconhece o desenho que fiz..Conheço seu coração tão intimamente que o tenho entre os meus dedos..Quando me olhas e diz que não quer me magoar,não percebes que algumas letras se misturaram na palavra amar e a frase não se fez perfeita..Te amo e isso você sabe em toda sua forma,tonalidade,percepção e ação..Nunca vou esconder o que guardei um vida inteira para lhe dar,subirei até o topo do céu  e lá perto dos anjos gritar ao mundo todo você é minha felicidade..

6 de nov de 2010

DIMENSÕES

Quem poderá uma máquina do tempo me emprestar,quero voltar ao passado buscar nas poucas lembranças da minha mente,aquele momento..Na viajem do tempo,existe uma lacuna não preenchida,há no espaço pequenas partículas que juntas formam apenas uma foto,um instante perdido em alguma dimensão..O presente é tão vazio e o futuro ainda mais cheio deste vazio, a distância entre nossos mundos é tão pequena,não medida em ano-luz,o que nos separa é apenas uma palavra dita por seus lábios..
Não te encontro mais dentro de mim,cada parte da minha alma,cada célula do meu corpo,não encontro nenhum vestígio de ti..Aqui fora o que vejo é um Seara vasto e deserto,onde a solidão sedenta se delicia das minhas lágrimas e a dor se aloja na sombra em que meu coração cansado descansa..
O que bate em meu peito não é se parece com um coração é algo mecânico como um relógio de bolso,que parou na hora que te conheci e no exato minuto que te beijei e triste segundo que te perdi..
Entrego em sua mãos meu sono,mas nunca meu sonho,ainda me resta esta invenção que minha alma criou,que nas noites de chuva me traz você...

2 de nov de 2010

Sinais...

Do meu esconderijo recolho meus desejos,fecho as janelas e não deixo o sol entrar..O meu caderno faltam folhas,nada que escrevo é realmente o que sinto..Em cada folha fica o rascunho como em madeira talhada,uma sobre a outra..Tudo em mim foi por este mundo em uma grande viajem..Olho ao meu redor e vejo gavetas desarrumadas,vestígios de que um dia houve uma moradora,houve com quem eu pudesse confidenciar segredos,segredos estes que eu mesmo nem sabia que eram segredos ..Meus medos fogem de mim,a idolatria de um coração é agora o reverso de suplicas inventadas.
O que tenho agora dentro de mim além do gosto de sua saliva é um amontoado de lembranças que a persiana do meu quarto faz questão de criar um clima de suspense,deve ser pelo batimento e abatimento do meu coração..Estou em construção,ainda tenho rachaduras que talvez uma mão de tinta e uma demão de uma afeto qualquer faça da minha fachada algo novo de se apreciar..Quando penso em você,ainda tenho abalos sísmico,de uma escala chego ao dez-espero que tudo se acalme,que tudo permaneça como uma grande casa vazia e mesmo que eu grite,ninguém me ouvirá,nem eu mesmo ouvirei pois neste dia eu não estarei aqui,estarei a te procurar sem sabe onde você está... 

30 de out de 2010

UM SIMPLES CÉU

As horas escorreu pelo bolso furado da minha calça,o tempo aprisionou-me em uma bola de vidro,já não me sinto,meu tato perdeu a sensibilidade,não sei o que é frio ou calor.Uma metade de matéria jogado no espaço,orbitando provisioramente em algum corpo celeste,que possa oferecer-me a noção deste tempo que perdi..Sou um pequeno planeta de vidro,riscado por estrelas viajantes lá fora não vejo mais o pôr do Sol,agora as estrelas não me atraem tanto..Finalmente encontro meu Zodíaco,mas não vejo minha casa astral,falta algo,falta você..Onde está Deus o pedido que lhe fiz,aquela estrela que um dia riscou o céu e nela depositei minha felicidade?
Esqueci que o Natal está chegando precisa enfeitar o céu,só não esqueça do meu presente aquele que um dia de mim foi tirado..Vou ficar aqui o céu hoje parece um néon com uma lâmpada queimada,não decifro o desenho,quem saiba se eu chorar minha lágrima cristalina complete este brilho...
Gosto de olhar o céu a noite,em vez de caçar borboletas queria correr atrás de cometas,mas não posso o céu não é só meu..Vou viajar em minha casa de vidro,alcançar a velocidade da luz,me chocar no vácuo e quem saiba um novo mundo não nasça,quando meu corpo se desintegrar no infinito do universo


                                                                                                                                     

                                                                                                                              

29 de out de 2010

Conheço a tua dor


Teus poemas são sentimentos manuscritos, emoções a escorrer em tintas. Mil cores com um brilho que me cega, e me faz sentir além do que as letras me revelam.
Palavras conhecidas, sensações divididas, momento único, porém, longo... Para ti... Para mim...
Na solidão do teu sentir, estás ao longe, rastejando sob o sol, ansiando pela luz da lua, e Como um verme, o amor, contaminando teu coração com a solidão imposta por expectativas vans...
Desejas se libertar das correntes criadas, tão bem disfarçadas que quase não sentes o sabor de tão dolorosa prisão causada por tão intensa paixão.
Onde está a chave? Como abrir a porta de um coração trancado por dentro?
Há um lago ao redor de tua torre... Há dragões do medo da perda, na tua fantasia, e eles te vigiam, não querem te deixar partir.
Porém, não consigo ouvir teus gritos, teu pedido de socorro... Posso apenas, ouvir um som distante, como um suspiro de TALVEZ AGORA DÊ CERTO.... Uma esperança... Um desejar sem limite, que parece nunca acabar. Domínio cedido à quem não soube te amar... Talvez!
Percebo que olhando por uma pequena janela dessa tua cela, única abertura que te deixa respirar, estás a admirar o horizonte. O que esperas que o mar te traga? Que barco é esse que teu cais tanto precisa?
Tamanha angústia cala teu talento. Teus olhos cansados emocionam os meus. Vejo na tua dor, um esboço da minha. Vejo na tua saudade, algo que já perdi e nem sei se algum dia foi meu.
Não tento entender o que me dizes, ou o que sentes... Não preciso! Cada palavra que teu talento descreve me revela um filme, onde todas as falas... Fui eu que escrevi. Não há necessidade de explicações agora... Tudo o que você sente... Eu também já senti.

                         
Gil Façanha

Você


Tenho feito uma longa viagem ao centro da minha terra... Terra que só eu conheço, caminhos que eu mesma tracei através das minhas escolhas, minhas entregas, meus “preços”.
Mergulhei fundo no meu oceano de emoções, revi momentos de escuridão e luz. Encarei meus medos, minhas angústias, duras realidades, e gritei em voz alta, encarando-me  diante do reflexo  da minha própria alma, todas as verdades que eu mesma me neguei na esperança de estar certa quando viajava em meus sonhos.
Subi a mais alta das montanhas até quase me faltar o ar, tentando interiorizar, quase que em uma atitude agressiva, a realidade que por tempos me amedrontava.
Percorri todas as estradas, me perdi em túneis que eu mesma cavei, e submersa nos destroços das paredes das minhas certezas, que outrora fora sólida... Ouvi passos, consegui enxergar um raio de luz... Era você!!
Você que silenciosamente acompanhava meus passos e tentava me proteger...
Você que encontrei a minha espera no centro da terra...
Você que me resgatou daquelas águas profundas e com apenas um sinal, me fez lembrar que o meu elemento é o ar...
Você que me mostrou como algumas verdades são questionáveis, dignas de talvez...
Você que a minha espera no pico da mais alta montanha que a minha angústia já escalou, aproximou-se e me devolveu o ar, dizendo-me que eu não precisava ir tão longe, nem tão fundo, nem tão alto pra descobrir que o amor estava aqui, diante de mim.
Você que estava em todos os pontos dos caminhos que tracei, me observando, apenas pra ver onde eu realmente queria chegar...
Você que hoje está aqui, se doando como preciso, presente em meus piores e melhores momentos...
Você que merece o melhor de mim por me doar o melhor de você...
Você que simplesmente me ama...
Tenho todas as razões que preciso pra dizer... Amo você.


Gil Façanha

Template by:

Free Blog Templates