11 de jun de 2012

Noite

Não sei que sou,acima das esferas da Terra o céu esta cinza.Nesta noite fria,sinto frio,minhas asas agora são de plástico.Perdi minha condição de anjo,sou um menino órfão com fome..Já não tenho coração,não tenho uma oração..Tento costurar minhas asas caída,a agulha fere minha pele,a linha que rasga minha alma..Não tenho nada,minha cor é refletida nos vitrais da catedral,o sinos que dobram,anunciam minha morte..O amor cortou meus pulsos,um pedaço de vidro cai no chão..Um pedaço de papel é trazido pela chuva,na sarjeta uma poesia,fala de um amor impossível,de duas almas enamoradas,escrito com caneta ,manchas vermelhas e azuis.. Fala de uma partida e nunca de uma chegada..Um papel que se desmancha no vento,é levado para perto da chuva e para perto de Deus!!

Template by:

Free Blog Templates