21 de set de 2010

VAZIO

Condicionei meu vazio,o que há dentro de mim é um mundo abissal,habitado por monstros imaginários..Nada existe,tudo é tão silencioso,um vasto mundo inabitável ,tudo é tão escuro..Se ao menos houvesse o nada,se ao menos sentisse algo..Tenho agora este vazio,e se por acaso ele resolver partir,não sei o que ficará..Onde está solidão,quando se precisa dela.por onde andas a tristeza para preencher o meu vazio..Não respondo quem meu me nome chama,o que se ouve é um pequeno eco..A fenda que se abriu separa meu corpo,divide minha alma,meus pés contemplam o vazio que me tornei,quero me jogar neste desconhecido,mergulhar bem lá no fundo,explorar o espaço inexistente do que um dia foi completo..Abandono meu vazio,em uma porta qualquer,esqueço que faz frio,não posso deixa-lo,este vazio é meu,este vazio sou eu..

0 comentários:

Template by:

Free Blog Templates