19 de abr de 2011

O ANJO DE MEIAS -PARTE 1


Há um anjo triste sentado no canto,sua casa na arvore esta vazia,uma de suas estrelas se perdeu no universo enquanto brincava de caçar borboletas estrelares.Da janela do seu quarto ele olha para sua amada o brilho dos seus olhos se confunde com as luzes da cidade,mas teu olhar tem um brilho de néon azulado,com cores da Aurora Boreal.Mesmo assim ele sente  falta de sua pequena estrela,com um guarda-chuva ele se protege de uma garoa fina que veio de Plutão,o frio do universo o faz espirrar,cansado de tanto procurar,a sua casa na arvore ele retorna..Seus pés frios não o deixa dormir,de meias vermelhas aquela anjo tenta sonhar e quem sabe sua estrela lhe visite nos sonhos,toma nescau numa xícara cheia de leite da via-láctea..Tem dois amores aquele anjo,uma estrela perdida  e uma pequena poetisa.De longe ouve sua pequena poetisa falando em voz baixa que em breve dela ele receberá uma carta..Assim todos os dia em sua caixa de correios ele fica a esperar;o som da campainha na  bicicleta do carteiro ao tocar sente em sua alma vibrar..Em frente a televisão o anjo de meias ri se imaginando em um filme mudo dos anos 30..De uma explosão estrelar ele construiu um caleidoscópio e passa o dia vigiar onde sua estrela possa está..Se distrai as vezes com o que sua pequena poetisa fica a pensar..Um dos dons dos anjos é poder ler os pensamentos,apesar das guerras e tormentos que a Terra passa,alguns pensamentos bons vagam pelo universo e decodificam em centelhas brilhantes que viajam na velocidade da luz..O anjo de meias sente sono,agora vai dormir,amanhã é um outro dia tudo pode acontecer....



1 comentários:

Karina - Frei-Sein disse...

Lindo amigo!!
E tu como andas??
Beijoss...

Template by:

Free Blog Templates