19 de nov de 2011

O Anjo Sem Asas


Estou cansado,o que vejo é apenas o Sol queimar minha asa,estou perdido neste mundo de humanos insensatos,a mentira tomou o coração como um assaltante..O amor que antes era uma parte das pessoas hoje é apenas uma palavra..De longe,lá perto das estrelas Deus chora,suas lágrimas cortam o céu em forma de cometa..A indiferença dói,corta a alma, preciso de salmora para aliviar as feridas que trago..O mundo se perdeu na inveja,no ódio e no preconceito.. Não posso voar,tenho apenas uma asa,sou andarilho das galáxias,..Tenho fome e nem um pão me dão,tenho sede e apenas minhas lágrimas me saciam..Corro contra o vento, meus pés destroem o jardim,piso em minhas irmãs rosas..Não tenho mais o dom de ser guardião,não posso ser protetor de mim mesmo..O anjo de uma asa,sem coração e sem lar..Quero a morte,mas Deus não me ouve,o som dos trovões tapam seus ouvidos e os raios cegam seus olhos..Não sou um anjo caído,não quero o poder do conhecimento,quis apenas amar,deu meu lado direito,dei minha asa,a asa que me guiava,que me protegeu em Jerusalém,que me fez guiar a estrela de Davi..Hoje tenho a aparecia humana,todos riem de mim,o anjo sem asas,repulsivo no mundo angelical..Não me toque,minha maldição é nadar pelo vale da sombra e da morte e todo perigo será pouco,,Deixei de amar o Alfa e o Ômega,o principio e o fim,troquei a imortalidade por um amor,que me me fez morrer.

1 comentários:

Mirian Marclay disse...

Lindíssimo! Rendo letras!

Template by:

Free Blog Templates