18 de out de 2010

O AMOR VESTE LUTO



O que faço com sua indiferença,nem ao menos me nota,sou invisível aos teus olhos,imperceptível aos seus sentimentos mesquinhos,sou um nada para você.Acreditei por um instante ter encontrado o céu em teus olhos e de suas promessas meu único vocabulário,não me magoou,nem tão pouco me machucou.Fez do amor que lhe deste uma marionete,construiu estórias nas quais fui o único personagem,no ato final cortastes a linha que me ligava a você,agora sou inerte,sem ação,sem emoção.Quero que saibas,a dor que me consome,não é eterna e nem parte de mim..A tempestade é assustadora quando se está só,talvez por quer o céu escuro tem a mesma cor dos seus olhos negros..

1 comentários:

A menina dona do diário disse...

Ótimo!
E Realmente a dor não é eterna, tanto quando a alegria, a dor e os sentimentos tristes, passam. Pois tudo nessa vida passa. :)

Desculpa pelo sumiço (adoto seu blog) mas estou de volta :D com tudo.

Template by:

Free Blog Templates