22 de mai de 2011

Utopia Perdida

De onde vem teus desejos,a vontade do impossível tem lhe tornado um pequeno monstro,trancado em seu mundo,ideias imagináveis povoam seu ego,o tempo passa sem se passar nada,seu monólogo e entediante ,tem as vezes visões do paraíso,fica a esperar por Deus..Na imensidão de sua angustia,nem repara que os anos se foram..Nem se lembra como é lá fora,apenas ouve as folhas caminhando..Seu sorriso foi levado embora,cansado em sua própria vida,inventa estórias de si mesmo,é um personagem que vive sempre a esperar,não se sabe o que e por quer e pra que..É um sátiro de sua própria pessoa,ridiculariza sua existência ,mas por detrás deste espetáculo,se sente o pior de todos os atores,no pé de uma arvore sem folhas,ensaia sua fala repetitiva,há um contexto de que tudo tem seu tempo,mas pra ele o tempo acabou,tudo tem sua hora,mas as  horas dele esqueceu,tudo tem seu lugar,mas ele se sente no lugar errado..Um sorriso foi perdido naquele rosto,a razão de viver se perdeu em algum lugar,dois meridianos separam sua vida das demais..Se sente como se um terrível virus tivesse tomado conta de toda humanidade e que nada mais tem importância,que nada mais tem valor e que em breve este vírus se esconderá no sótão de sua casa,esperando apenas que ele desça as  escadas,mas por enquanto ele espera,não há nada mais o que fazer apenas esperar e esperar..

0 comentários:

Template by:

Free Blog Templates