13 de set de 2011

Canção de Ninar


Ela o pois para fora, como as cinzas de um cigarro da meia-noite.
Ela quebrou o coração dele, que gastava a vida inteira tentando esquecer.
Nós prestamos atenção vendo ele beber, afastando a dor um pouco de cada vez,
Mas ele nunca poderia beber o bastante para tira-la de sua mente,
Até a noite.

Ele põe aquela garrafa em direção a sua cabeça e puxado o gatilho,
Finalmente bebeu afastada sua memória.
A vida é curta, mas desta vez esteve maior,
Do que a força que ele tinha obtido para levantar seus joelhos.
Nós o encontramos com a cara para baixo no travesseiro,
Com uma nota que dizia: ?Eu a amarei até a morte.
E quando nós o enterramos abaixo do salgueiro,
Os anjos cantaram uma canção de ninar

Os boatos voavam, mas ninguém soube o quanto ela se culpou.
Por anos e anos, ela tentou esconder o whisky em sua respiração.
Finalmente ela bebeu afastando sua dor um pouco de cada vez,
Mas ela nunca poderia beber o bastante para tira-lo de sua mente,
Até a noite.

Ela põe aquela garrafa em direção a sua cabeça e puxado o gatilho,
Finalmente bebeu afastada sua memória.
A vida é curta, mas desta vez esteve maior,
Do que a força que ela tinha obtido para levantar seus joelhos.
Nós a encontramos com a cara para baixo no travesseiro,
Agarrada a seu retrato para querida vida.
Nós a colocamos ao lado dele abaixo do salgueiro.
Enquanto os anjos cantavam uma canção de ninar 


0 comentários:

Template by:

Free Blog Templates