30 de ago de 2011

lua


Hoje meu céu de Novembro está vazio,há uma lacuna onde deveria está minha Lua,pequenas estrelas choram,o universo parece ainda maior sem tu Lua.Hoje meu céu de astronauta não há beleza..Hoje meu céu de Ícaro não tem poesia...A força que nos atraia é apenas hoje teoria,sou corpo celeste solto na imensidão do éter.Te fiz um espelho com poça d água que a chuva deixou,uma estrela cadente salpica com mexas brilhantes dos seu cabelos,risca o universo com as cores douradas dos seus cabelos.Sou um garoto órfão,que espera na janela do quarto que você apareça,meu coração está tão frio,não por quer chove lá fora é por quer assim que a tempestade passar o céu voltará a brilhar,mas não terá você para me alegrar e mais uma noite meus sonhos não terão luar..

1 comentários:

H A R R Y G O A Z disse...

Have a SUPER weekend, Gil !

Template by:

Free Blog Templates